Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2016

Os cães não sentem culpa

A antropomorfizarão é o fenómeno que nos leva a ver “culpa” no comportamento dos nossos cães. Esta perspectiva é extremamente prejudicial para um bom entendimento daquilo que os nossos cães nos tentam comunicar, e da interpretação que fazemos desses sinais comunicativos. Um exemplo ocorre quando adquirimos um cachorro pela primeira vez. Por norma, a maioria das pessoas vai buscar o cão ao fim-de-semana para ter tempo para dedicar ao novo companheiro. Passados os primeiros dias de atenção constante, o cão é deixado em casa por um período entre 7 e 9 horas sozinho. Isto pode é difícil para o cachorro, que não entende porque é que está só. Durante esse tempo, ele vai tentar encontrar algo com que se distrair, e, normalmente, acaba por descobrir o ambiente que o rodeia através da boca e dos dentes, roendo e explorando. Durante o dia, também terá necessidade de ir à casa de banho, e escolhe sempre os locais que mais se assemelham a uma casa de banho para eliminar, como os tapetes. Quando o t…

São só 2 minutos!

O carinho e a vontade de estar com os nossos patudos é sem dúvida cada vez maior. Num mundo que nos obriga a deixar o cão em casa durante horas a fio enquanto trabalhamos e nos dedicamos à rotina diária da vida, são os momentos de lazer que nos restam em casa para podermos deleitar-nos e apreciarmos a companhia destes animais tão especiais.
Quem tem amigos de 4 patas sofre com a distância e falta de tempo para lhes dedicar e tenta colmatar isso nos tempos livres. Grandes passeios na praia no Inverno, grandes caminhadas na serra, ir à esplanada apanhar sol, relaxar e ver o mar, só se o patudo for connosco!
O mundo dos tutores dos cães muda à medida que melhoramos através do treino e educação a forma como lidamos com eles e eles cada mais adaptam-se melhor à nossa forma de estar e viver e às nossas sociedades com todas as regras rígidas e inóspitas que desenhamos para eles.
Está a resultar. Cada vez vejo mais cães serem passeados pelos seus tutores, cada vez se vê mais tutores a brincarem …