Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2008
Imagem
O MITO DO MACHO por Dr. Ian Dunbar

A estrutura social do cão doméstico é muitas vezes descrita em termos de uma dominância hierárquica linear, na qual o cão de topo, ou o “animal alpha”, é dominante sob todos os outros animais, segundo cão mais dominante é-o sob todos os outros que estão abaixo dele, e por aí fora até ao cão que está mais baixo na hierarquia. Também é de crença popular:

1. O status é estabelecido e mantido pela força física e a dominância.
2. Os cães mais agressivos são maisdominantes.
3. O cão mais dominante é o mais agressivo. Sendo assim cães que frequentemente ameaçam, rosnam, lutam e mordem são muitas vezes determinados como os animais “alpha”.

A maioria das afirmações acima ditas, são muito duvidosas. Não só traem através duma visão teoricamente simplista, uma estrutura social complexa, mas também tendem a ser contraprodutivas, unhumanas e perigosas quando extrapoladas e aplicadas ao treino canino ou à resolução de problemas comportamentais.

STATUS SOCIAL E AGRESSIVID…

Destruindo o Mito da Dominância por Carmen Buitrago

Imagem
Destruindo o Mito da Dominância
Por Carmen Buitrago, CPDT, CTC


Já alguma vez pensou se o seu cão é dominante? Provavelmente que sim, uma vez que no último meio-século, cada problema comportamental canino desde urinar dentro de cada a sair pela porta da frente, tem sido explicado como um problema de “dominância”.
O seu cão rosna ao visitantes? Dominância, dizem os seus amigos bem intencionados. Não vem sempre que é chamado? Está a dizer-lhe que é o chefe, de acordo com livros de cães populares. Ela puxa na trela ou salta para dizer olá? Está a declarar o seu status de alpha. Ele prefere estar em cima de sofás do que no chão? Cuidado!

Talvez o comportamento mais estranhamente atribuido à dominância tenha sido o da coprofagia.

Então como é que o paradigma da dominância se tornou a etiqueta mais popular dentros do mundo canino?


Tratamento de Choque


Muitos autores e treinadores aconselham os donos dos cães a forçar os seus cães a terem posições submissas, por vezes forçando-os, ao ponto de criare…
Imagem
PARA ALÉM DO MITO DA DOMINÂNCIA: DE ENCONTRO A UM ENTENDIMENTO DO TREINO COMO UMA PARCERIA - por MORGAN SPECTOR



Introdução


Treinadores têm seguido um modelo de treino baseado nos comportamentos dos lobos, particularmente lobos Alpha. O centro deste modelo é a noção de “dominância”. Este modelo tem falhas conceptuais na medida em que se baseia em conceitos errados acerca do comportamento dos lobos, assim como conceitos errados acerca da interacção entre cães e humanos. Como uma espécie diferente dos cães, humanos não podem gerar comportamentos interespécies e esperar que esses comportamentos sejam interpretados como outra coisa senão agressão. Um modelo de treino mais preciso e produtivo é olhar o treino do ponto de vista da simbiose: uma cooperação interespécies baseada numa forma de benefício mútuo.

As raízes do treino tradicional

O treino canino tem sido caracterizado pela tendência do uso da força e da compulsão. Por exemplo, Most descreve a base do seu método de treino da seguinte for…

As Falhas da teoria da Dominância

Imagem
DOMINÂNCIA COMO PRODUTO DE AGRESSÃO INTERESPÉCIES


Conseguimos compreender os erros no paradigma de dominância se primeiro entendermos que a “dominância” é na realidade um conjunto de comportamentos que podem ser identificados e como tal modificados. E que em quase todos os casos, este conjunto de comportamentos existe dentro de um ainda mais largo spectrum de comportamentos disponíveis e exibidos pelo cão dentro do contexto de relacionamentos sociais no qual o cão opera. Nesta perspectiva, a maior falha no “paradigma da dominância” é incluir a família humana como parte da matilha. A segunda é classificar um dado cão como “dominante”. Relacionado com isto vem a terceira falha, ver a “dominância” como se fosse uma desordem psicológica ou condição na vez dum conjunto de comportamentos exibidos pelo cão em resposta à situação na qual vive.


Falácia Um: Que a família faz parte da Matilha ou “Pack”

Cães e humanos são estranhos um para o outro e as nossas sociedades têm diferentes regras e morai…