Mega-Rodeio, Mega-Abuso Animal

Quando li a noticia de que os juízes em Faro haviam proíbido a elaboração de um evento de Rodeio na Feira de Cavalos em Estói, suspirei de alívio... infelizmente esse suspiro foi de pouca dura visto que pouco dias depois descobri que a cidade do Porto, em conjunto com a Porto Lazer decidiu aceitar este evento e que não só isso, mas este iria ser patrocinado por empresas tais como: Fnac, Cimpomóvel/Suzuki, Remax, Campinanda, Body Concept - Saúde e Bem-estar (???) e TicketLine.

Agora pergunto, certamente as pessoas que estão á frente de instituições como a Camara Municipal do Porto ou a Porto Lazer, ou de empresas tão conceituadas (ou não, pelos visto) como Remax e Fnac para nomear algumas, fossem pelo menos tentar saber um pouco de que se trata este evento antes de se atirarem de cabeça.

Sim porque, nós aqui em Portugal até à data e felizmente, pouco ou nenhum contacto temos com esta "actividade" (adoro quando chamam a eventos destes desportos, coitada da Rosa Mota), como tal sei lá, ir ao google e ler umas coisas, tentar saber o máximo de informações possíveis? Saber a história toda?

Ah, mas eles têm a informação toda de que precisam. Decerto, os representantes deste espectáculo medonho, munidos de papéis com números atractivos, entraram pelos escritórios destas empresas dentro e venderam-lhes aquilo que eles queriam. Cifrões ... e o resto perguntamos nós? Ah, vai sempre aparecer alguém com a mania de que temos que salvar os animaizinhos dizer alguma coisa, mas são uma minoria, eles não sabem o que dizem.

Mas hoje em dia, quem se preocupa com o bem-estar dos animais são tudo menos uma minoria. Somos uma maioria, somos os representantes, a voz e as acções dos animais que não se podem defender contra a crueldade de alguns ignorantes insensíveis ao sofrimento animal.

O que me deixa francamente entorpecida é o facto de que não basta termos que lutar contra tantas crueldades feitas aos nossos animais diariamente em nome da cultura, da tradição, do que sempre se fez, mas agora temos que fazer o mesmo por um espectáculo que nada nos diz, não tem absolutamente nada haver com a nossa cultura, não está nem nunca esteve na história da nossa nação e é um produto exclusivamente importado.

Sim agora importamos crueldade animal....

Decidi enviar uma carta a todos os responsáveis por este espectáculo tão cruel. Em baixo deixo a carta tipo que podem usar à vontade ou escrever uma vossa, desde que espalhem a mensagem, e as moradas de quem a devem enviar.

Ajudem, apenas basta o clique de um rato para fazer alguma diferença

Carta Tipo:

ATT (nome do patrocinador)

Venho por este meio expressar o meu descontentamento e desânimo ao saber que a vossa empresa patrocina um evento como o “Mega-Rodeio”.
Os rodeios são espectáculos realizados com o intuito de entreter a população à custa do sofrimento e abuso animal e o vosso patrocínio vem não só permitir que este espectáculo seja realizado como vem colocar a vossa empresa na lista dos que apoiam o abuso, crueldade e mau trato dos animais.

Os rodeios usam técnicas como o uso do “sedém” nos animais, um artefacto de couro que é amarrado à volta do corpo do animal (sobre o pénis ou o saco escrotal) e que é puxado com força no momento em que o animal entra na arena, provocando a compressão dos canais que ligam os rins e a bexiga, bem como o prepúcio, o pénis e o escroto, o que faz com que os animais saltem desesperadamente, tentando libertar-se deste dispositivo e da imensa dor que lhes causa.

No sedém, tal como sob a sela dos animais, são colocados pregos, pedras, alfinetes e arames em forma de anzol, assim como são aplicados choques eléctricos em partes sensíveis dos animais antes da entrada destes na arena, por forma a enfurecê-los e provocar-lhes reacção.

Patrocinar este evento, é ignorar todas as provas já acumuladas por todo o mundo onde estes eventos se realizam, do abuso que estes animais sofrem. Numa sociedade que é capaz de oferecer à população centenas de formas de entretenimento não só de alta qualidade, como respeitadores da ética, civismo, duma cultura desenvolvida e rica será um eterno enigma porque é que uma empresa como a vossa decide patrocinar tal evento.

Não se enganem, hoje em dia, o número de pessoas que se interessam e lutam pelo bem-estar animal é bem maior do que aquelas pessoas que preferem ignorar o óbvio e se escondem atrás da mascara da ignorância. Estas pessoas que defendem o bem-estar animal são as mesmas que fazem escolhas conscientes e capazes acerca não só dos locais que frequentam, mas também do dinheiro que gastam e de como o fazem.

Peço-vos que reconsiderem a vossa escolha em patrocinar um evento como este, que nada está relacionado sequer com a cultura portuguesa. Pior do que sublinhar o mau trato dos animais é fazê-lo com a consciência das vossas escolhas e fazê-lo para promover um espectáculo sem precedentes no nosso país.

Não contribua para a importação da ignorância, falta de ética e do abuso dos animais. Cancele o patrocinio deste evento e assegure que o bom nome da vossa empresa se mantenha aos olhos de todos.

Atentamente


Nome - Profissão
Nº do vosso BI - xxxxxxxx


MORADAS:

geral@cm-porto.pt, gabinete.municipe@cm-porto.pt, geral@portolazer.pt, pedromendes@portolazer.pt, suzuki@cvl.pt, cimpomovelvl@cvl.pt, boanova@remax.pt, geral@campinanda.pt, geral@bodyconcept.pt, franchising@bodyconcept.pt, ticketline@ticketline.pt, info@fnac.pt, norteshopping@fnac.pt, gaiashopping@fnac.pt, stacatarina@fnac.pt, bbproducao@yahoo.com.br

Comentários

Mensagens populares deste blogue

5 mitos do cão "agressivo"

NÃO QUEIRA UM CÃO DE GUARDA Por Claudia Estanislau

Estimulação Mental com a Amanda